Polícia Civil e BM realizam operação contra tráfico de drogas

Cerca de 200 policiais cumprem 16 mandados judiciais com apoio de dois helicópteros e de cães farejadores

Uma operação conjunta da Polícia Civil e da Brigada Militar (BM), com apoio do Ministério Público (MP), foi desencadeada na manhã desta terça-feira (11) contra o tráfico de drogas e a guerra de facções na Restinga, zona sul de Porto Alegre. Ao todo, cerca de 200 policiais cumprem 16 mandados judiciais com apoio de dois helicópteros e de cães farejadores, inclusive com barreiras e uso de drones.

Cinco pessoas foram presas, duas delas apontadas como líderes de facção criminosa, a mesma que em 2015 pichou o muro do Foro Regional da Restinga. Os nomes dos presos não foram divulgados por que a investigação continua. Foram apreendidos documentos, drogas e uma moto. 

Após sete meses de investigação, inclusive com monitoramento dos agentes, a 1ª Delegacia do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc), mapeou vários pontos de venda de entorpecentes. Além disso, teve de realizar ações pontuais durante este período devido principalmente a confrontos entre grupos rivais. Os mandados judiciais de busca e apreensão têm como objetivo encontrar armas e drogas dos traficantes.

— O objetivo de deflagrar hoje foi o fato de apurarmos que nesta semana ocorreria uma disputa entre grupos rivais. Eles estavam se armando e planejavam confronto por disputa de território  — explica o delegado Guilherme Calderipe, da 1ª Delegacia do Denarc.

Para não chamar a atenção dos criminosos, o ponto de encontro dos policiais foi no entorno de um supermercado no bairro Hípica, também na zona sul da Capital. Foram utilizadas mais de 60 viaturas. O diretor de Investigações do Denarc, delegado Mario Souza, destaca que a ação integrada foi uma estratégia para potencializar a eficiência do combate ao crime.

— O trabalho policial visa à desarticulação e ao arrefecimento da atividade criminosa nessa região da cidade — ressalta Souza.

A BM, durante a ação, fechou todos os principais acessos da Restinga para evitar possíveis fugas de traficantes e para fiscalizar bocas de fumo. Várias barreiras foram montadas e até um drone foi utilizado. O Denarc lembra que denúncias contra a ação de traficantes podem ser feitas pelo telefone 0800 518 518 ou pelo WhatsApp (51) 984187814.

Texto e foto: GaúchaZH

Deixe uma resposta