Forças Policiais Debatem os Impactos da PEC/287

Reunidos na Policia Federal, na cidade de Foz do Iguaçu, no último dia 05 de julho, representantes de diversas Forças Policiais debateram os impactos negativos da proposta da Reforma da Previdência (PEC 287/16) com os agentes de segurança e o público em geral.

O Sinclapol – Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná se fez presente na pessoa de seu presidente, André Gutierrez e Diretores. Gutierrez manifestou, mais uma vez, sua opinião e consequente posicionamento do Sinclapol e seus diretores.

PEC da Maldade

Na opinião do presidente do Sindicato, “a inconstitucionalidade da PEC 287/16, representa o maior ataque aos Direitos Sociais da História do Brasil e uma ameaça concreta contra os Direitos das Forças de Segurança Civis do Brasil.”

Para o presidente do Sinclapol, a PEC 287/16, também chamada PEC da Maldade, “promove profundo retrocesso da seguridade social, vilipendiando os direitos não só dos policiais, mas da própria dignidade da pessoa humana.”

O evento reuniu policiais rodoviários federais, policiais federais, policiais civis, guardas municipais e agentes penitenciários que atuam em Foz e municípios vizinhos.

Deixe uma resposta