Grandes desafios aguardam Eduardo Leite, governador eleito no dia 28 de outubro

A população gaúcha escolheu, no dia 28 de outubro, o candidato do PSDB, Eduardo Leite, para governar o Rio Grande do Sul nos próximos quatro anos. A eleição do ex-prefeito de Pelotas significou a derrota da política implementada, desde 2015, pelo atual governador José Ivo Sartori. Candidato à reeleição, o atual ocupante do Palácio Piratini foi derrotado e teve a sua política de ataque aos servidores públicos, corte de investimentos públicos e desmonte dos serviços públicos, rejeitada pelos(as) gaúchos(as).

O novo governador terá grandes desafios para os seus próximos quatro anos de governo. Retomar a capacidade de investimento do estado, recuperar os serviços públicos que foram sucateados pelo governo Sartori, colocar os salários dos servidores em dia e concretizar uma política de segurança que combata efetivamente a verdadeira epidemia de violência vivida pelos(as) gaúchos(as), são apenas as tarefas mais urgentes que aguardam o novo ocupante do Palácio Piratini a partir do dia 1º de janeiro de 2019.

Policiais Civis terão que se mobilizar para garantir seus direitos Leia mais… »

UGEIRM e CPERS denunciam que governo Sartori se apropria indevidamente do dinheiro dos servidores

O presidente da UGEIM, Isaac Ortiz, e a presidente do CPERS/Sindicato, Helenir Schurer concederam uma entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (1). Durante o encontro com os jornalistas, os representantes das entidades representativas dos (as) Policiais Civis e dos (as) professores (as) denunciaram a apropriação indébita da contribuição sindical dos servidores públicos, realizada pelo governo Sartori. Leia mais… »

Sinclapol se reúne com Senador eleito Flavio Arns na sede da PRF em Curitiba.

Na data de 30 de outubro de 2018 as 9h da manhã estivemos em reunião com o senador eleito Flávio Arns, e com todos os membros da UPB, na sede da PRF, na reunião tivemos a oportunidade de parabenizá-lo pela vitória nas eleições desse ano, mas tbm de receber os agradecimentos pelo apoio das instituições!

Tivemos também a oportunidade de ja comecar a trabalhar essa parceria, apresentamos as nossas reivindicações mais relevantes e importantes sobre segurança pública. Leia mais… »

CONGRATULAÇÕES

O Sindicato dos Policiais Civis de Santa Catarina (SINPOL-SC), parabeniza a eleição do presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL), e do Governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), que terão a nobre missão de chefiar o Poder Executivo pelos próximos 4 anos, a partir de janeiro de 2019.

O eleitor catarinense optou em renovar a política, nacionalmente 76% votaram em Bolsonaro e para governador 71.09% dos votos válidos elegeram Comandante Moisés. Na Assembleia Legislativa houve uma renovação de 55% dos deputados estaduais. Leia mais… »

Sinpol RS parabeniza os candidatos eleitos no último domingo

O Sinpol RS vem a público parabenizar a plena execução da democracia exercida no último domingo (28), o povo elegeu um novo governador para o nosso estado e um novo presidente para o nosso país. A democracia foi exercida em sua plenitude.

Para o estado do Rio Grande do Sul, foi eleito o candidato Eduardo Leite (PSDB) que surgiu com propostas de valorização da segurança pública e regularização dos salários dos servidores públicos ainda no primeiro ano de mandato. Nesta manhã, em entrevista à Rádio Gaúcha o futuro governador reiterou seu compromisso com o funcionalismo e principalmente com a segurança pública, fazendo críticas a mera reposição de vacância, em que apenas os cargos que ficarem vagos devem ser preenchidos nas policias, sugerida no Plano de Recuperação Fiscal. O candidato considera que: “Na área de segurança pública nós entendemos que não basta repor cargos vagos, precisamos incrementar efetivos para poder prestar um serviço de segurança melhor à sociedade gaúcha.” Felicitamos o candidato por sua vitória e desejamos veementemente que os compromissos firmados em campanha sejam cumpridos. Leia mais… »

Mais uma tentativa de fuga de presos em uma delegacia gaúcha

Infelizmente, essa notícia já está virando rotina. Na noite desta quarta-feira (24), oito presos tentaram fugir das celas da DPPA de São Leopoldo, na região metropolitana. Os presos já haviam rompido as grades, barras de ferro e danificado os cadeados, antes de serem contidos pelos agentes que estavam no plantão. O objetivo deles eram alcançar os fundos do prédio para, assim, alcançarem as ruas. Após serem capturados, os presos foram colocados em viaturas, estacionadas no pátio da delegacia, onde permaneceram sob custódia de policiais civis e militares. Policiais civis de Porto Alegre foram deslocados para o local, afim de ajudar no controle da situação.

Por conta da tentativa de fuga, os atendimentos do plantão da madrugada foram suspensos, sendo retomado de forma parcial pela manhã, pois alguns policiais tiveram de ficar fazendo a custódia dos presos. Leia mais… »

Localização do corpo da menina Eduarda desencadeia onda de protestos e ameaças

Após a Polícia Civil encontrar o corpo da menina Eduarda Herrera, de 9 anos, nesta segunda-feira (22), uma onda de protestos e ameaças foi desencadeada em Porto Alegre. A criança foi raptada na noite de domingo (21), na frente da casa onde morava, no bairro Rubem Berta, e foi encontrada sem vida na manhã de segunda-feira, dentro do Rio Gravataí, às margens da RS-118, em Alvorada.

Na noite de segunda-feira, centenas de moradores bloquearam a Avenida Protásio Alves, no limite entre as cidades de Porto Alegre e Viamão. Na terça-feira (23), os moradores voltaram a bloquear a via, causando grande retenção do trânsito. Porém, o mais grave aconteceu na 18ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, no bairro Mario Quintana. Dezenas de moradores cercaram a delegacia, chegando a quebrar os vidros do prédio, quando se espalhou pelo bairro um boato de que o sequestrador de Eduarda estaria preso nas dependências da DP. Outra situação que tem preocupado a polícia, é a onda de postagens em redes sociais, com acusações falsas de possíveis assassinos de Eduarda. Um morador de Canoas chegou a registrar ocorrência sobre uma série de ameaças que vem sofrendo, desde que uma foto sua passou a circular com uma comparação com o retrato falado divulgado pela Polícia.

A Polícia Civil está preocupada com a repercussão do caso e, principalmente, com o clima de quase histeria que está se disseminando na população. A tentativa de fazer justiça com as próprias mãos só atrapalha o trabalho da polícia, que está investigando e já observa progressos nas investigações. É importante, nesse momento, que a população mantenha a calma, confiando no trabalho da Polícia Civil.

Mesmo com todos os ataques que têm sofrido do governo do estado, como o atraso dos salários, a falta de pessoal e o corte de investimentos, a instituição continua realizando seu trabalho de maneira séria e eficiente. Os discursos que incentivam a população a se armar e fazer justiça com as próprias mãos, só servem para colocar a própria vida dos cidadãos e dos policiais em risco. A melhor forma de combater a criminalidade, é valorizar as forças policiais, dando-lhes condições de trabalho, salários em dia e um contingente condizente com suas obrigações. O que, infelizmente, não foi cumprido pelo governo Sartori/MDB em quatro anos de governo.

UGEIRM entrega propostas a candidato Eduardo Leite em evento na ASDEP

A UGEIRM participou, nesta segunda-feira (22), de um encontro com a candidato a governador pelo PSDB, Eduardo Leite e do seu candidato a vice, delegado Ranolfo (PTB). O encontro foi promovido pela ASDEP e também contou com a participação de outras entidades da segurança pública gaúcha. Aproveitando a oportunidade, a UGEIRM, junto com o SINPOL-RS, entregou ao candidato um documento com uma série de reivindicações dos policiais civis gaúchos. Entre elas, a garantia da manutenção da paridade e da integralidade das aposentadorias policiais, o fim dos atrasos de salários, a realização de concursos públicos periódicos, a publicação das Promoções nas datas acertadas e a retirada dos presos das carceragens das delegacias gaúchas.

O candidato Eduardo Leite recebeu as propostas e se comprometeu a valorizar a segurança pública, pois, nas suas palavras, “a segurança é primordial”.